Você já ouviu falar sobre os “Cholombianos“? São rapazes de uma comunidade Colombiana que têm um jeito peculiar de se vestir e, principalmente, de cortar/deixar seus cabelos.

O fotógrafo da Vice MagazineStefan Ruiz, foi em busca desses garotos para entender um pouco mais sobre esse estilo “exótico” e produzir um ensaio fotográfico com alguns deles. Confira um pouco da matéria:

Por influência dos cholos [gângters mexicanos] de Los Angeles e de alguma idealização mítica da Colômbia tropical, eles usam camisas enormes de estampa havaiana ou xadrez por cima das calças Dickies mais largas que você já viu na vida. As calças, sempre que possível, combinam com os tênis Converse e até com os cadarços (um garoto que conhecemos tem quatro pares de All Star com sete cores de cadarço diferentes), e seus bonés personalizados são justos o bastante para não cobrirem toda a cabeça, apenas se equilibrarem cuidadosamente sobre suas franjas.

Cada milímetro do boné é coberto por inscrições aerografadas ou bordadas, que incluem o apelido de seu dono, o nome de sua namorada, o nome de sua gangue, a estação de rádio que ele ouve, o bairro onde mora etc.

Alguns “colombianos” também usam ícones religiosos pendurados no pescoço, com imagens de São Judas Tadeu, da Virgem de Guadalupe, da cada vez mais popular Santa Muerte e até de Pancho Villa. No início, eles eram similares aos escapulários usados por freiras e monges, mas logo evoluíram para gigantescos cartazes feitos à mão, usados para transmitir o mesmo tipo de informações presentes nos bonés. Nomes de gangues como Los Temelocos, La Dinastia de los Rapers, Foxmafia e Latinaz aparecem bordados em letras garrafais em pedaços de tecido de 30 x 30 centímetros.

Esses escapulários são interessantes, mas o aspecto mais importante da moda dos “colombianos” é seu corte de cabelo original, inspirado, em doses iguais, no hip-hop norte-americano, no reggaeton porto-riquenho e nos antigos retratos de guerreiros astecas. A parte de trás é toda raspada, exceto pelo rabicho na parte de baixo. Na parte de cima o cabelo é curtinho e espetado, com franjas emo da era dos romulanos cuidadosamente aparadas. E, o mais importante, eles têm costeletas no estilo orelha de cachorro que começam no topo da cabeça e se mantêm coladas no rosto graças a quantidades absurdas de gel. Eles chamam isso de Estilo Colombiano.

Também foi feito um pequeno documentário sobre o universo street dos Colombianos:

O que acha desse estilo?






Escrito por Guilherme Cury
29 anos, taurino, blogueiro e músico nas horas vagas. Criou o MPH há 7 anos com o objetivo de trazer as principais novidades do universo da moda masculina para o homem que se importa com o que veste.