Um item indispensável, que surgiu da necessidade de transporte do dinheiro, com a utilização de moedas feitas de metais.

Há relatos que os gregos já se utilizavam de uma espécie de carteira. Com o tempo, o homem passou a carregar em sua carteira não só dinheiro, mas documentos, cartões, fotos e, na maioria das vezes, coisas extremamente desnecessárias. Tenho certeza que você já se deparou com a seguinte situação: precisava achar algo na sua carteira, como um número de telefone, e retirou vários papeis dos quais você nem se lembrava?

Uma carteira precisa ser FUNCIONAL e APRESENTÁVEL. Agora, se você tem a mesma carteira desde o colégio, esta na hora de trocá-la!

Funcional

Se a sua carteira está abarrotada de “coisas importantes” sem que você consiga fechá-la, ela não é nada pratica. Transportá-la já é uma tarefa árdua, visto o seu volume, imagina colocá-la no bolso? Então a primeira regra de uma carteira funcional é selecionar o que realmente precisa carregar.

Dinheiro: embora a grande maioria dos estabelecimentos comerciais aceite cartões, dinheiro em “espécie” é rápido e conveniente em muitas ocasiões.

Identificação: Carteira de Identidade (RG) ou Carteira de Habilitação (CNH) são válidas, mas a CNH tem a vantagem de ser menor, pois não há a necessidade de carregar ambas.

Cartões: dois cartões são o suficiente para o dia-a-dia. Carregar um cartão de cada bandeira é desnecessário, o ideal é um cartão de crédito e um de débito, exceto no caso dos cartões “vale” ou “Ticket” que são de uso diário.

Cartões de visita: se você é profissional em qualquer área, é fundamental carregá-los.

O que é desnecessário

Cartões de clube, biblioteca e plano de saúde: a não ser que você precise deles, não precisam ser carregados diariamente.

Preservativos: Ok, sempre devem usá-los, mas eles precisam ser armazenados de forma apropriada, segundo a ANVISA “o látex utilizado na fabricação dos preservativos tende a deteriorar-se com o tempo. Os preservativos masculinos devem ser acondicionados de forma a serem protegidos durante a armazenagem. Nunca devem ser armazenados por um período maior que o necessário, especialmente em climas quentes. Eles devem ser armazenados em lugar frio, seco e devem ser colocados em embalagens na qual o conteúdo não esteja sujeito a danos mecânicos ou à luz solar.” Logo, não deixe preservativos por muito tempo na carteira.

Moedas: ocupam um grande volume em relação ao ser valor nominal.

Papéis: mantenha seus registros de telefones e emails no seu celular ou numa agenda, além de ser prático, ficam mais organizados.

Apresentação

além de saber o que carregar, é preciso escolher a carteira que atenderá as suas necessidades. Há diversos modelos que variam com tamanho e características especificas.

Carteira com divisórias. Talvez seja o modelo mais conhecido e o mais usado por homens em todas as idades. Constituída de divisórias para cartões e uma (ou duas) para notas. Alguns modelos trazem um compartimento para moedas.

Carteira com zíper. É uma variação da carteira com decisórias, que trás a comodidade do zíper para o fechamento.

Carteira Slim. Este modelo é simples mas não deixa de ser elegante. Tem a vantagem de ocupar um menor espaço no bolso. Este modelo é ótimo, pois transportará o suficiente (dinheiro, identificação e cartões).

Clipes de dinheiro. São muitas vezes subestimados, porém são muito elegantes e práticos.

Carteira com clipe. Tem a facilidade de uma carteira slim e a vantagem de um clipe de dinheiro.

Carteira mágica. É um dos modelos mais interessantes de carteira, pois ocupam pouco espaço e tem a facilidade dos elásticos para colocar dinheiro ou documentos. E ainda dá para brincar com as outras pessoas mostrando a “mágica” da carteira.

IPhone Case. Tem como principal função proteger o aparelho, mas alguns modelos têm divisórias para cartões e dinheiro.

Estes são alguns dos principais modelos. Um único modelo nunca atenderá a todas as necessidades, pois há vantagens e desvantagens em cada um. O ideal é ter mais de um modelo, que atenda diferentes situações.

Escrito por Rafael Luiz