Nós brasileiros adoramos uma ideia importada, e se ela for boa mesmo, porque não copiar? É isso que está acontecendo com a Black Friday.

Tradição que surgiu nos Estados Unidos, a Black Friday acontece sempre na sexta-feira após o feriado de Thanksgiving ou o Dia de Ação de Graças. A origem do nome é incerta mas o conceito da data é bem claro: descontos arrebatadores e lojas abrindo às 5h00 da manhã, às vezes 4h00 da manhã fazendo o dia ser o mais movimentado do ano no comércio americano, iniciando então a temporada de compras de Natal.

Então você pergunta: mas e o Brasil? Já podemos correr para madrugar nas filas dos grandes magazines e shoppings na próxima sexta, 23? Não intrépido leitor, ainda não. Mas um movimento já se inicia por aqui e quem sabe num futuro próximo nós não poderemos aproveitar tais descontos. Enquanto isso não acontece, veja como você pode aproveitar a Black Friday sem sair do país (e do sofá):

Pioneiros em trazer o movimento pro Brasil, o site Busca Descontos  através do portal www.blackfriday.com.br é o anfitrião da festa por aqui (como já falamos por aqui no ano passado). Foi através dele que a primeira Black Friday aconteceu na internet brasileira. Segundo eles, a estimativa desse ano é de 330 mil pedidos (quase 100 mil a mais que 2011) sendo feitos durante as 24 horas do dia 23.  No site já é possível encontrar os principais participantes do evento de 2012. Grandes marcas estão confirmadas e vale a pena ficar de olho pois a variedade de serviços é grande: viagens, informática, eletrodomésticos, livrarias, vestuário e por aí vai.

Na Apple Store online além de vários descontos válidos apenas das 00h001 às 23h59 a loja também vai oferecer frete grátis para todo o Brasil.

A Amazon.com resolveu expandir o conceito e criou a “Black Friday Deals Week”. Segundo eles, não é mais necessário ficar em grandes filas para conseguir os melhores descontos já que no site a semana toda vai contar com great deals.

Se sua intenção vai um pouco além de comprar um novo notebook, a Chevrolet entrou na dança vendendo carros “com descontos tão grandes” nunca vistos antes.

Mas fique atento, infelizmente é uma prática corriqueira inflar preços pra depois baixa-los na ocasião propícia. O Gizmodo fez um post só dicas pra não cair em armadilhas.

Confira e boas compras!






Escrito por Ewerton Oliveira