Autor: Rafael Luiz

Posts publicados por Rafael Luiz

NIKE abre primeira loja exclusiva de futebol do mundo

Nike

A Nike é uma das principais fornecedores de materiais esportivos do mundo. Não é à toa que ela patrocina seleções como Holanda, Franca, Estados Unidos, Portugal, além dos principais times, como Barcelona, PSG, Manchester United, e é claro a seleção canarinho. Em virtude disso, a partir de 16 de abril, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, no Rio de Janeiro, haverá uma loja dedicada exclusivamente ao Futebol. O espaço, que tem 816 m² de área total, sendo 716 de loja e 100 m² de área para testes de produto.

“A abertura de uma loja Nike no coração do Rio de Janeiro faz parte do nosso compromisso com o esporte, com a cidade e com o Brasil. Temos um plano de investimentos de longo prazo no País e já faz algum tempo que direcionamos nossa atenção para a cidade com eventos e atividades voltadas para o carioca”, diz Cristian Corsi, presidente da Nike do Brasil.

O espaço será o sonho de qualquer amante de futebol, com camisas de seleções, chuteiras e uma área dedicada ao teste dos produtos, além de outros produtos da marca e da linha casual. Para celebrar, a loja será a primeira a vender a nova coleção NIKE F.C., sendo que esta linha será encontrada nas demais lojas somente em maio.

O principal atrativo da loja será “transformar qualquer boleiro em craque” pois a Nike dedicou o terceiro andar para a construção de um campo de grama sintética para que os consumidores realizem testes de suas chuteiras.

Nike F.C.

Nike Copacabana

A Nike Copacabana é parte do plano de expansão da marca no pais associada a futura abertura de novas lojas.

Nike Copacabana
Telefone: (21) 2158-8390
Endereço: Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 652
Copacabana, Rio de Janeiro (RJ)
Horário funcionamento
seg/sex: das 9h às 20h
sábados: das 9h às 18h
domingos e feriados: das 11h às 16h

17 abr 2014

O guia completo de camisetas

Camisetas são as peças mais básicas do guarda roupas masculino, talvez por isso seja a mais controversa. Uns as vêem como uma peça que remete a desleixo, muitas vezes associada a peça que se usa em casa, outros, no entanto, as vêem como uma peça casual, capaz de criar um estilo despojado a pessoa que a usa.

Sua origem nos remete a revolução industrial, próximo ao século XVIII, época em que as novas máquinas de produção de malha começavam a fazer parte da indústria têxtil. No Brasil, somente em meados do século XIX a indústria se movimentou em direção a esta peça, quando se instalaram nos estados da Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro, unidades de produção que tinham como destaque a utilização de algodão em sua confecção.

Tamanho correto

Este texto poderia ter exatamente este título “tamanho correto” ou “não compre roupas maiores ou menores que você” pois este, sem dúvidas, é o maior erro quando vejo homens na rua, seja porque estão usando camisetas onde a manga termina depois do cotovelo, camisetas que terminam quase nas coxas, ou ainda pior, quanto terminam antes da cintura… Ao menos que você seja o Mick Jagger, colocar uma camiseta que mostre a barriga nunca é agradável as pessoas ao seu redor e muito menos a você. Se adequar ao seu tamanho é o principal “segredo” para se vestir bem. Ao longo do tempo, durante a vida adulta, se adequar as mudanças ocorridas é fundamental, uma das principais certezas é que você perderá roupas porque ganhou ou perdeu massa.

Como regras gerais, as mangas sempre terminam antes dos cotovelos e a camiseta deve terminar abaixo da cintura. Às vezes é inevitável mostrar a barriga, como em pé no transporte público (que mora em São Paulo sabe que sentar no ônibus é um privilégio), mas andando é um tanto quanto desnecessário. Uma dica é colocar a camiseta e declinar a coluna ou mesmo levantar os braços.

Se você não está totalmente confiante com o seu corpo – sentimento compartilhado por muitos de nós – tentar escondê-lo usando roupas maiores é um erro. Magro de mais ou gordo de mais, em ambas as situações, roupas maiores só fazem com que evidenciem ainda mais a sua silhueta. Outra dica importante em ambas as situações é apostar em cortes retos ou tradicionais, pois ajustam melhor ao seu corpo.

Golas

Desde a gola tradicional até a gola em V, bem como suas variações, em U ou em Y, têm individualmente características distintas que podem ser exploradas, como golas em V sempre alongam o pescoço, o que pode ser explorado por homens mais baixos que desejam criar a ilusão de maior altura, ou mesmo por homens maiores que desejam criar um efeito de emagrecimento (a cor preta por si só cria esta ilusão, mas o corte é fundamental).

Por outro lado, golas tradicionais criam efeitos opostos a V, logo podem criar ilusão de maior tamanho.

Tecido

Após o tamanho, a escolha do tecido é muito importante. Hoje é possível encontrar inúmeras composições além da tradicionais camiseta de 100% algodão, como por exemplo as compostas por poliéster e algodão que não retêm calor, sendo um dos destaques o “dri-fit” produzido pela Nike, que foi uma tecnologia desenvolvida para roupas esportivas que aos poucos está sendo aplicada a peças casuais, tais como camisetas. Até mesmo o tipo de fio é um fator importante, popularmente conhecidos como “malha grassa” e “malha fina”, onde a “grossa” sempre irá reter mais calor.

02 abr 2014

Três maneiras de transportar um paletó na mala

Uma das maiores dificuldades em relação a roupas sociais masculinas é transportá-las, onde a principal dificuldade é não amassá-las. O paletó é a peça mais chata de ser colocada numa mala. Colocar dobrado ou não? Bom, abaixo mostro três maneiras diferentes de resolver este problema.

1)

2)

3)

Um detalhe da terceira maneira está em colocar outras peças dentro do paletó.

12 mar 2014

Street Style: New York

A semana de moda de New York, que ocorreu entre 6 e 13 de fevereiro, assim como qualquer outra semana de moda, apresentou diversas coleções, dentre elas Ralph Lauren, Calvin Klein, entre tantas outras marcas consagradas, entretanto não só os frequentadores das semanas mas também as pessoas ali presentes não deixam por menos em relação a composição de seus looks, os quais não escaparam da câmera de TOMMY TON da GQ. Confira:

28 fev 2014

Aqui está o KISS para lembrá-los que moda ainda é Rock n’ Roll

O KISS fez uma aparição surpresa no último dia 11 de Janeiro no Milan Menswear Fashion Week no final da apresentação do John Varvatos. Além de desfilar, a banda tocou uma versão de “Rock and Roll All Nite”, o que foi bem diferente do que geralmente ocorre nas semanas de moda, principalmente em Milão, conhecida por ser a mais conservadora.

Mas a principal razão para a presença do KISS era apresentar a nova campanha de Primavera, a qual eles fazem parte.

Fonte: Huffington Post.

14 jan 2014

O que podemos aprender com um Gangster

Gângster: “é um termo usado para definir um membro de uma quadrilha ou de uma organização criminosa semelhante à máfia.”

Em hipótese alguma quero incentivar a nenhum de vocês a praticar nenhum tipo de crime. Mas por mais que nós brasileiros não tenhamos a presença de mafiosos ou gangsters é inegável a sua influência positiva dentro da industrial da moda, onde é possível constatar em qualquer filme que retrate um mafioso, retratando sua preocupação com o seu estilo, mas é claro, não é necessário citar os inúmeros pontos negativos, os quais não cabe discuti-los aqui.

Entre 1920 e 1933 ocorreu nos EUA a proibição de uso de bebidas alcoólicas, o que tornou o contrabando destas um negócio muito lucrativo. Atraídos pelos lucros, muitos gangsters passaram a contrabandear bebidas alcoólicas, o que não era uma atividade muito fácil de ser praticada, mas era facilitada por meio de subornos. Após a segunda Guerra Mundial, suas atividades tornaram-se legais por meio da expansão dos cassinos, antes somente permitida no estado de Nevada. Entre os mais famosos estão Alphonse Capone, de origem italiana e Meyer Lansky, de origem russa.

No início do século XX era um pouco difícil imaginar um visual casual como temos hoje, pois os homens se vestiam de maneira estritamente formal, com bons ternos e sapatos impecáveis. Chapéus, lenços nos bolsos, suspensórios incrementavam o look e acabaram se tornando peças fundamentais a todo gangster. Entre os ternos, o risca de giz era muito utilizado, apesar de hoje ser pouco popular mas ainda extremamente elegante.

07 jan 2014