Enquanto a mulher vai ao closet masculino “se inspirar” ou até mesmo roubar peças dele para chamar de sua, nós homens, não ficamos atrás e cada vez mais o design das peças tem se aprimorado unindo a tendência vintage ao que há de mais moderno.

Um bom exemplo são as “novas” camisas masculinas. Enquanto, há algumas temporadas, as mulheres adotaram a peça para elas, do lado de cá o design (ou a modelagem) da mesma tem sido revisto para que os homens não fiquem atrás! Desde a primavera passada nas passarelas internacionais, esse novo modelo de camisa básica tem sido muito visto nos principais desfiles. A mudança é sutil mas observe. Uma camiseta de tecido plano sem botões (algo que antes, creio eu, os homens nunca se arriscaram). Os tecidos variam, mas nada de malha! Nessa versão da camisa, a silhueta vem quadrada e com modelagem ampla acompanhado de uma gola redonda clássica. As mangas também são amplas e algumas versões vão até quase o cotovelo.

No Brasil a vanguardista Osklen já lançou sua aposta no último desfile mas ainda não é comum encontrá-la em lojas brasileiras. Mas ao usá-la com shorts, prefira os larguinhos e acima do joelho. Já com calça, combine com uma pouco mais justa para que você não fique parecendo um cantor de hip hop dos anos 80 tentando ser moderno. Para a temporada primavera/verão as camisas vieram em tecidos transparentes e foram usadas com sobreposição. Já para as temporadas de outono / inverno, os tecidos mais pesados neste modelo funciona como uma alternativa de suéter.






Escrito por Dhyogo Oliveira
Blogueiro e designer de moda. Também escreve no Sem Geração.