O homem é o único animal que escolhe a “pele” que deseja vestir. Os que se aproximam de tal comportamento, o fazem por sobrevivência ou para trocar de pelagem devido as oscilações de temperatura. Mas como eu disse, os que realmente escolhem por questão de senso estético, somos nós, humanos.

Podemos indicar o nosso humor, religião, profissão e até mesmo a forma de encaramos a vida através de um guarda-roupa.
Eu concordo com o Maurício Azevedo, “A moda é o cérebro por fora“, por isso, também a uso para expressar um pouco sobre quem eu sou.

Escolhi algumas imagens que simbolizam, através das criações de estilistas ou designers, uma moda intrínseca, que faz o caminho inverso ao mostrar o nosso interior. Tem até uma jaqueta que brinca de super-herói e uma camiseta que personifica o adorável Charlie Brown. Seria um desejo interno se expressando pelo lado lúdico?

Vez ou outra ouço que os gays se vestem melhor do que os héteros. Discordo totalmente! Para mim, os gays sentem atração por pessoas do mesmo sexo e ponto. Bom senso estético independe da opção sexual, fato. Acho que se vestem melhor aqueles que se interessam pelo assunto e pesquisam, seja através de revistas, sites, desfiles, editoriais e o método mais  infalível de todos: olhar no espelho e sentir-se bem.

Quer uma dica para levar a moda a sério? Brinque com ela, se divirta e aprenda a fazer o seu próprio estilo.






Escrito por Felippe Canale
Jornalista e produtor de conteúdo. Veja mais no site eaiconteudo.com.br.